Busca

terça-feira, 1 de janeiro de 2013

Relatos de L3 - 1/X - Quando tudo começou.


Enviado por L3 em 25 de Dezembro de 2012.

Imagem: Terra noticias
Olá.

Obrigada por estar lendo esse... registro. 
Antes de começar, tenho um pedido a fazer, se isso for muito difícil, não adianta continuar, aviso desde já. 
Esse, como está no título do e-mail que mandei ao blog, é o relato 1/X. Essa é minha primeira experiência, e não sei quantas ainda viram (esse o motivo do x), já que elas nunca param de acontecer. O nome do blog é "Sonhos Premonitórios", mas temo que irei mandar mais que sonhos aqui, como também experiências reais, acordadas. Cabe somente ao Robson decidir se eles podem ou não ser divulgados aqui. Será, digamos assim, uma série, então, na verdade, serão dois pedidos:
 
1- Só leia se estiver disposto a esperar que eu continue, pois os meus sonhos, como meu amigo diz, se parecem com uma novela, e um completa e da sentido ao outro. 

2- Ignore. Esqueça. Rejeite tudo que aprendeu até hoje sobre espíritos, anjos, vampiros, terra, céu, inferno, monstros, feiticeiros, bruxos, ilhas, sonhos. Tudo. Aqui, eu direi o que aprendi com essas experiências, e qual é o significado que as pessoas de lá me disseram que os sonhos tem. Essa minha primeira vez será um sonho. Muito antigo, de quando tinha 5 anos (não que agora tenha muito mais, mas é sempre bom que todos tenham conhecimentos de datas, já que estamos falando sobre premonições.

Estava de mãos dadas à minha prima mais velha por parte de mãe (chamaremos-a de Fabiana). Fabiana e eu andávamos numa rua, era tarde da noite, na época, eu com 5 anos, ela com 12. Passamos então por um prédio, a maior iluminação das redondezas, até onde meus olhos de criança alcançavam, vinha dele. O prédio, não muito alto, com talvez 10 andares, contando com o térreo, estava em chamas. As labaredas dançavam para fora das janelas, a polícia cercou o local com cones e faixas, e apenas a ambulância tinha acesso livre à parte de dentro da área isolada. Muitas pessoas cercavam o local, dificultando o trabalho das autoridades, mas o que se pode fazer contra a curiosidade humana? 
Pois é, nada. E não foi diferente comigo e com Fabi, ficamos ali, olhando o fogo consumir o edifício. Quero dizer, ela ficou. Eu, com os meus 1,30 m. de altura e 5 km. de coragem ultrapassei as linhas do isolamento e adentrei o prédio, conseguindo me manter viva respirando as cinzas e o ar com cheiro de mofo queimado consegui subir até um andar específico, do qual a minha memória de tantos anos não me deixa lembrar, pelas escadas, entrando assim, em um apartamento pequeno, mobilhado apenas por uma cama simples, de solteiro, uma cômoda ao seu lado e uma mesa, perto da porta, com apenas uma cadeira. Atrás da cama havia uma única janela e não pude observar mais, ou não me lembro se observei para lembrar com certeza se haviam mais cômodos. Um homem estava parado de frente à janela, com quem sussurrava "Mas ele não vai sobreviver, precisa de mais alguns anos" "Alguém precisa protegê-lo" "Trate de achar esse alguém, velho idiota." "Sim, sim, mas lembre-se, perdi tudo por essa criança, não tenho meios." "Eu te ajudarei, só encontre alguém que o proteja até que seja chegada a hora." Não consegui distinguir quem falava o que, já que parecia que o velho estava sozinho ali. Quando ele se virou, assustado por ter alguém presenciando sua conversa, pude ver que no meio do seus braços havia um cobertor embolado, era um edredom pequeno, roxo como um chapéu de bruxa, e com estrelas douradas, bordadas no que eu diria serem fios de ouro. 
Ele me esticou o embrulho, e abriu uma gaveta da cômoda. Dali, tirou duas fotografias, uma aparentava ter o efeito sepsia, e a outra era preta-e-branca. A mesma imagem dava vida ao papel, retratava toda minha família por parte de mãe em forma de bebês de até 3 anos, não muito menos que eu, na época. Minha bisavó e meus primos todos com suas fraldas em uma mesma fotografia. Peguei aquela avermelhada e desci correndo as escadas, com o embrulho e a fotografia.
No térreo, dei a um bombeiro que estava ali o cobertor, que, ao mover de meus braços, revelou ser um bebê de menos de um ano. A foto continuava comigo, e olhando para ela caminhei até o lado de minha prima, que passou o braço pelos meus ombros e continuamos encarando o edifício, como se nada tivesse acontecido. De lá, espectros azulados com os rostos de meus familiares (aqueles que estavam nas fotos) saíram e desapareceram no céu.

Sei que essa não é a melhor história, nem mesmo chega a ser uma verdadeira premonição, o interessante é que com os meus 5 anos eu já tinha conhecimento de que isso era algo grandioso, ainda porque ele se repetiu durante meses, nunca mudando, sempre o mesmo, chegou um momento que eu sentia vontade de cochilar durante o sonho, de tão monótomo que aquilo se tornara. Eu sempre tive sonhos dos quais me lembrei, e sempre senti coisas que outras pessoas não sentiam, sempre ajudei os outros como ninguém mais podia ajudar, mas agora, depois de certos acontecimentos, eu entendo o porquê disso acontecer comigo.
Se você se interessar por essa história, por esse meu sonho, e quiser ou puder me ajudar a prender alguns fios que ainda estão soltos, contate-me através dos comentários. Eu preciso de ajuda. Eu estou com medo. Eu não quero continuar com esses sonhos, mesmo sabendo que todos tem um propósito, que todos vieram para um motivo maior, como me foi explicado em alguns deles. Podemos trocar respostas, pois, se você está aqui, é porquê as quer também.
O 2/X será bem mais recente, de 2011, e narrará sobre um encontro que tive com alguém que chamo de Anjo. O primeiro de muitos outros encontros.

Com muito carinho,
De uma Sonhadora de T.,
L3.

8 comentários:

  1. No aguardo do segundo sonho Abs. Sonia

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. oh LB o seu sonho ta bem relatado ; mas o importante e ; vc tem q saber o siniicado que e ;; um novo nascimento que sua familia terrar ; da parte de Deus cem este novo nascimento ninguem verar a Deus ninguem e salvo ; este edificil q vc ver no seu sonho trata se d uma casa espiritual que sofrerar sem duvidas o tempo mal da ira de Deus este e o sinificado Deus revelou a comdiçao espiritual da sua familia .. as fotos q vc ver sao d crianças isto e vcs numa vida nova q serar dada po Deus ; vc fala esquecer tudo e sobre espirito anjo ;;;;; ora sem o lado espirtual seria imposivel ti diser a verdade sobre o seu sonho pos se trata d coisas espirituaias revelaçoes d Deus vc ver seu avos ai ne tbm certamente a causa e esta ;;; alguem ai seu da familia morreram em cristo ;; quem morre com jesus voltarar na vinda do senhor com jesus e receberar tbm a salvaçao dos seus familiares no caso vc e e familia ; mas o caso do edificil pegando fogo o significado ;;; sofreram a ira de Deus escrita em isaias 29 e 30 vcs podem reveter a causa busquem o advogado jesus cristo aceitem ao senhor jesus e seras salvo tu e tua csa dis o senhor

      Excluir
  2. tenho sonhos premonitorios e sei o que vai aconteçer antes do que o fato realmente aconteça, isso começou quando eu era uma criança de seis anos,bem so quero dizer que vc nunca esta sozinha, seu anjo esta ao teu lado como o meu,nao tenha medo, havera muitas pedras no caminho mas teu anjo estara contigo.Nao tenha medo.Andrezza G.

    ResponderExcluir
  3. L3 , neste trecho:

    ...Dali, tirou duas fotografias, uma aparentava ter o efeito sepsia, e a outra era preta-e-branca. A mesma imagem dava vida ao papel, retratava toda minha família por parte de mãe em forma de bebês de até 3 anos, não muito menos que eu, na época. Minha bisavó e meus primos todos com suas fraldas em uma mesma fotografia.

    Como voce sabia que era a sua bisavó? Voce já a tinha visto antes em alguma foto? Viu sua foto quando ele era ainda bebê? Ou no sonho voce "sabia" que eles faziam parte da sua familia?

    ResponderExcluir
  4. mais um detalhe:

    sua bisavó já era falecida na época desse sonho?

    ResponderExcluir
  5. Eu tenho sonhos premonitorios desde q eu tinha 8 anos de idade,eu acho e eles foram se intensificando a cada fase da minha vida!

    ResponderExcluir
  6. Isso é estranho... não sei por que mas me lembro dessas falas: "Mas ele não vai sobreviver, precisa de mais alguns anos" "Alguém precisa protegê-lo" "Trate de achar esse alguém, velho idiota." "Sim, sim, mas lembre-se, perdi tudo por essa criança, não tenho meios." "Eu te ajudarei, só encontre alguém que o proteja até que seja chegada a hora."
    Não sei por que nem quando mas acho que ja sonhei com isto... não com escritos mas como se eu estivesse na sala... como se fosse eu quem estava falando com este velho...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. exatamente porq nao e a hora dele morrer nen vontade de Deus como ja falei ele precissasava d uma nova chance d vida e Deus ti darar se o buscares tbm acabo de entender que o velho q vc ver se trata do seu pai ou pessoa bem prosima que precisa ter um relacionamento elhor com Deus ele tbm esta sendo representado po este edificil que esta sendo queimado senao hover uma mundança d fe d vida com Deus lea leve a ele isto ;; joao 17 v 3 e so jesus

      Excluir

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...